Get Adobe Flash player
 
O SAMU atua nos casos clínicos através da central de regulação médica de urgências, servindo de escuta permanente para todos os casos clínicos de urgência, através do número telefônico 192.

O Médico regulador, além de poder orientar o cidadão que necessita de atendimento, pode ativar equipes do programa de saúde da família para o atendimento domiciliar e, dependendo da gravidade avaliada, enviar equipes móveis de suporte básico de vida ou de Unidades de Tratamento Intensivo Móveis (UTI Móveis).
 
A atuação nos casos de urgência clínica no âmbito pré-hospitalar visa:
 
  • A redução do número de mortes em função do retardo diagnóstico e terapêutico;
  • A redução do número de pacientes com seqüelas decorrentes de atendimento tardio, atendimento parcial e/ou inadequado;
  • A agilização da disponibilidade de recursos colocados à disposição do paciente;
  • A racionalização dos recursos para atendimento ao paciente, evitando desperdício decorrente do uso inadequado de meios, duplicação de atendimentos, retardo do tratamento com conseqüente aparecimento de seqüelas, que aumentam o custo social;
  • Orientação para utilização de outros meios que não apenas as emergências hospitalares.
  • Otimização do uso de ambulâncias hospitalares e ambulatoriais (básicas);
  • Disponibilização de equipes treinadas e UTIs móveis para o correto transporte de pacientes graves entre os hospitais.